A Educação Proibida

Através de 45 experiências educativas fora dos padrões tradicionais, que foram analisadas em 90 entrevistas com pessoas de oito países diferentes, o documentário “A Educação Proibida” se propõe a questionar as lógicas da escolarização moderna e a forma de entender a educação. Além de apresentar vias alternativas para como crianças e adolescentes estão sendo educados, o filme demonstra as falhas do modelo de educação vigente, que produz cidadãos doutrinados pelo sistema e que proíbe qualquer ato que não esteja conforme a norma estabelecida por ele.

http://tvescola.mec.gov.br/tve/video?vlItem=educacaoproibida&

 

Pimentão recheado com atum e ricota

  • 1 pimentão vermelho grande
  • 1 lata de atum
  • ½ ricota
  • Cebola
  • Azeite
  • Queijo ralado para gratinar
  • Alecrim
  • Sal

Modo de preparar:

Partir o pimentão em quatro partes no sentido longitudinal e retirar as sementes. Cozinhar no vapor. Mergulhar em água gelada para retirar a pele.

Refogar a cebola picada.

Esmagar a ricota com um garfo ou outro utensílio e depois o atum. (Uso um socador de alho.) Misturar os dois e acrescentar a cebola refogada, o sal, o azeite e um pouco de alecrim.

Colocar os pedaços de pimentão em uma forma untada e colocar a mistura de ricota, atum e os temperos. Por cima, o queijo ralado.

Assar por uns 20 minutos em forma untada.

Torta salgada de milho verde (pequena)

 

 

  • Juntar em uma travessa:
    1. 50g de azeitona verde sem caroço e picada em rodelas
    2. 50g de requeijão
    3. – 1 tomate pequeno picado
  • Colocar no liquidificador e bater bem:
    1. ½ colher (de sobremesa) de azeite
    2. ½ lata (ou ½ envelope) de milho verde
    3. 1 ovo
    4. 50g de farinha de trigo integral
    5. 10 g de aveia em grãos graúdos
    6. 10 g de maisena
    7. 1 colher (sobremesa) de sal
    8. ½ colher (sobremesa) de fermento
  • Despejar o conteúdo do liquidificador (consistência de vitamina) na travessa com azeitona, tomate e requeijão. Misturar bem e despejar em uma forma pequena untada. Jogar queijo ralado por cima. Assar por 25 minutos em forno pré-aquecido.
  • Pode ser servido quente ou frio.

Jasmim-dos-poetas

 

  • Nome Científico: Jasminum polyanthum
  • Nomes Populares: Jasmim-dos-poetas, Jasmim-de-inverno, Jasmim-rosa
  • Família: Oleaceae
  • Categoria: Trepadeiras
  • Clima: Mediterrâneo, Subtropical, Temperado
  • Origem: Ásia, China
  • Altura: 3,6 a 4,7 metros
  • Luminosidade: Meia Sombra, Sol Pleno
  • Ciclo de Vida: Perene

O jasmim-dos-poetas é uma trepadeira de textura semi-herbácea, bastante ramificada e de crescimento rápido, conhecida pelo perfume de suas flores. Seus ramos avermelhados apresentam folhas pinadas, com 5 a 9 folíolos verdes, de formato lanceolado. As inflorescências são axilares, em panículas e com numerosos botões cor-de-rosa que se abrem em pequenas flores brancas. As flores são rosadas por fora e brancas internamente, com 5 pétalas patentes e exalam um perfume adocicado.

O jasmim-dos-poetas é perfeito para jardins românticos e clássicos, sua folhagem e florescimento são de uma beleza delicada e seu perfume suave aguça os sentidos. Indicada para cobrir caramanchões, colunas, pórticos, muros, treliças e grades, deve-se aproveitá-la em locais de tráfego ou descanso que permitem aproveitar seu perfume. A floração pode ocorrer no outono, inverno ou primavera de acordo com o clima.

Deve ser cultivada sob sol pleno, em solo fértil, drenável, enriquecido com matéria orgânica e irrigado a intervalos regulares. Aprecia o clima ameno, florescendo mais abundantemente. Necessita podas de limpeza e tutoramento anuais, que a deixarão sempre viçosa e florífera. Multiplica-se por estaquia dos ramos semi-lenhosos, cortados após a floração. Também pode ser propagada por sementes, mergulhia e alporquia.

Fonte: http://www.jardineiro.net/plantas/jasmim-dos-poetas-jasminum-polyanthum.html

 

Advogado Tributarista

Aqui no Brasil, a carga tributária é complexa e deve continuar assim por muitos anos.

O Simples Nacional é um regime de arrecadação de tributos e contribuições devidos pelas Microempresas e Empresas de Pequeno Porte.

O Simples Nacional foi instituído pela Lei Complementar nº 123 de 2006 e está em vigor desde 1º de julho de 2007.

Em 2016, a Lei Complementar nº 155 promoveu importantes alterações no Simples Nacional como novos limites de receita bruta anual e também novas tabelas.  A partir de 2018, o cálculo vai complicar, com as novas alíquotas e descontos que variam de acordo com o faturamento do ano anterior.

Muitas atividades de prestação de serviços serão tributadas na forma do Anexo III da LC (alíquotas menores) caso a razão entre a folha de salários e a receita bruta da pessoa jurídica seja igual ou superior a 28% (vinte e oito por cento), como por exemplo o serviço de fisioterapia. À medida que a empresa fatura mais, a tributação também vai aumentando de forma gradual.

A partir de 2018 para cálculo do Simples Nacional as tabelas serão reduzidas de 6 para 5 Tabelas. Além disso, o sistema vai contar apenas com seis faixas de faturamento, atualmente são vinte.

As novas tabelas prometem tornar mais complexa a apuração do Simples Nacional.

Com as novas tabelas veio também a figura do valor a deduzir, a exemplo das regras de cálculo aplicáveis ao Imposto de Renda Pessoa Física.

O advogado tributarista é o profissional que deve identificar as alternativas e desenvolver estratégias que, de acordo com a legislação tributária vigente, contribuam para a melhoria da competitividade e do desempenho das empresas. Se esse profissional tiver também formação contábil estará ainda mais preparado para a função.

fontes:

http://www.contabeis.com.br/noticias/35084/simples-nacional-a-complexidade-deve-aumentar-com-as-novas-tabelas-em-2018/

20 profissões do (e com) futuro, segundo especialistas

“Dancing Queen”

“Dancing Queen” é uma canção gravada pela banda sueca ABBA em 1975 e lançada em 1976 como parte do álbum Arrival. A canção é considerada um dos maiores sucessos da década de 1970. O vocal principal foi compartilhado por Agnetha Fältskog e Anni-Frid Lyngstad e letra e melodia foram compostas por Benny Andersson, Björn Ulvaeus e Stig Anderson.

“Dancing Queen” estreou durante as celebrações do casamento do rei Carlos XVI Gustavo da Suécia e Silvia Sommerlath. É considerada a canção mais conhecida do grupo e vários críticos a identificam como uma das melhores em seu gênero.

Alemanices: “Puxadinhos” verdes

Deutschland Bildergalerie Kleingärtner (picture-alliance/dpa/H. Schmidt)

 

Deutschland Bildergalerie Kleingärtner

 

Os pequenos jardins urbanos – os Schrebergärten – foram idealizados na Alemanha há 200 anos. A primeira colônia de jardins urbanos foi estabelecida por um pastor na cidade de Kappeln no extremo-norte da Alemanha em 1814.

Os “puxadinhos” nas grandes e pequenas cidades da Alemanha já foram considerados caretas, mas se tornam cada vez mais populares entre as famílias jovens alemãs. É uma opção econômica para quem mora em apartamentos e não tem um espaço de lazer ao ar livre.

As casinhas de cada lote não podem servir como moradia e os produtos cultivados não podem ser vendidos. Os locatários também precisam respeitar leis ambientais e cumprir as regras de organização e limpeza. As cercas vivas precisam ser aparadas de forma impecável, o gramado bem cortado, e os caminhos de passagem sempre limpos para que os vizinhos não reclamem.

Os barraquinhos de madeira enfileirados e separados por cercas servem para o cultivo de legumes, verduras e flores. Ou ainda para aproveitar as noites quentes do verão depois do trabalho ou fazer um churrasco no fim de semana. Tem até quem comemore a festa de casamento.

Os mais de um milhão de Schrebergärten na Alemanha cobrem uma área de quase 50 mil hectares e são disputadíssimos.

Os terrenos públicos são cedidos a mais de 15 mil associações que coordenam o aluguel e a utilização dos espaços pelos locatários. O arrendamento dos lotes é, geralmente, por tempo indeterminado e pago anualmente à associação que gere a área. Há longas filas de espera para conseguir alugar um pequeno lote. Os preços variam de acordo com a região e instalações próximas, como piscinas públicas ou espaços de diversões para crianças.

Esses jardins também estão presentes na Áustria, Suíça e outros países na Europa Central e Escandinávia.

fontes:

http://www.dw.com/pt-br/alemanices-puxadinhos-verdes/a-38539200

http://www.dw.com/pt-br/os-jardins-alem%C3%A3es-confundidos-com-favelas/g-39229816