Perversidade

Quando não exigimos que o estado e o governo cumpram com a sua obrigação de atender o que está na CF, providenciando habitação, educação, segurança, saúde, transporte para os/as cidadãos/cidadãs, nós estamos, em certo grau, sendo perversos.

As pessoas “normais” retiram a própria responsabilidade do tema perversidade e direcionam essa responsabilidade aos psicopatas, aos criminosos, aos terroristas. É a ideia de que o mal está no outro e não em nós mesmos.